Wiki Donkey kong
Advertisement

"Orangutango", conhecido como "Orangotango" no Brasil, é o décimo primeiro episódio da primeira temporada da série animada Donkey Kong Country. A história do episódio é de autoria de Erika Strobel e foi escrito por Peter Sauder, e teve estreia na França em 1° de novembro de 1997.

Sinopse[]

Na Cabana do Cranky, Candy Kong diz que o festival Bananarama da Ilha de Kongo Bongo deste ano vai ser o melhor. Ela também menciona ter uma parte favorita da festividade, pressiona uma tecla do órgão musical e começa a dançar ao som de uma música. Cranky Kong responde que isso é ela e Funky Kong vencerem juntos o concurso de dança "Orangotango" como fazem todos os anos. Ao final da música, Candy também menciona como ninguém pode dançar como Funky. Enquanto se aproximando do Coco de Cristal, o gorila idoso então fala que isso é uma coisa boa porque ficaria com medo de conceder o prêmio da competição, sendo um único desejo da relíquia mágica, para outro alguém. Ele também diz que não gostaria de imaginar o que Bluster Kong ou Donkey Kong desejaria se vencesse. Cranky fica grato em saber que o gorila surfista sempre deseja a mesma coisa todos os anos: uma grande onda para surfar. De repente, King K. Rool e Krusha aparecem diante das portas da cabana, e o rei anuncia que eles vieram em paz. Com Cranky achando que os Kremlings vieram roubar o Coco de Cristal, K. Rool responde que veio informar que irá participar do concurso de dança "patético". O primata idoso recusa a ideia e fala que o rei só quer ganhar para usar o desejo para se tornar o líder da ilha. K. Rool tenta fingir que isso nem passou pela cabeça dele, e então menciona que ouviu dizer que Funky tem talento. Cranky responde que o gorila surfista tem talento "saindo pelas orelhas dele", e zomba do rei perguntando se ele sabe o que são orelhas. Apesar de concordar com a provocação, K. Rool diz que ele tem treinado por anos e começa a executar uma dança graciosa. Ele também fala que treinou na academia de dança "Traseiro Dolorido". Cranky então avisa que isso não importa, que são preciso dois indivíduos para dançar "Orangotango", e que o rei precisa de um parceiro. Enquanto K. Rool e Krusha vão embora, o rei fala que isso é só um pequeno contratempo. Zangado, o gorila idoso declara que nenhum lagarto vai passar a perna nele, a não ser que K. Rool use uma trapaça para vencer, deixando eles com grandes problemas. Candy então diz que eles precisam avisar Funky e Donkey sobre isso. Mas, de repente, o Coco de Cristal se revela do globo onde é mantido e mostra a imagem de Inka Dinka Doo ao som de batidas de tambores. Cranky acha que isso significa um problema e que Donkey deve checar agora mesmo. Candy responde ser uma coisa boa que o gorila herói não é quem vai participar da competição de dança. O Kong idoso concorda, dizendo isso ser também por causa de outras razões.

Ao som de música no Voos do Funky, Donkey está recebendo lições de dança do gorila surfista. No início, ele acha estar se saindo bem e dançar ser fácil, mas acaba caindo no chão. Enquanto Funky e Diddy Kong observam a cena sentados num sofá, o herói diz ter inveja do gorila surfista, querendo ser como ele e Candy na pista de dança e desejando dançar como Funky. Funky então se levanta, dizendo que todo mundo pode fazer os "movimentos", e pede para Donkey tentar de novo. Durante uma canção, o gorila surfista tenta incentivá-lo e canta que qualquer um pode dançar. Donkey e Diddy tentam acompanhá-lo, mas o gorila acaba caindo de novo ao final da canção. Em seguida, o holograma de Cranky aparece e informa sobre haver um problema com Inka Dinka Doo, e que Donkey deve ir até o templo do ídolo do outro lado da ilha depressa. Funky então diz que se eles querem chegar rápido, eles devem usar o serviço de Voos do Funky. Mas Donkey fala que o gorila surfista tem que participar do concurso de dança, e Funky responde que ele "voltará". Cranky avisa que é melhor isso ser verdade porque K. Rool também vai participar da competição, deixando todos surpresos, e o holograma desaparece. Diddy então se pergunta quem será o parceiro do Kremling.

Na câmara no topo do lar dos Kremlings, K. Rool decide que Krusha será o par dele no concurso de dança, para surpresa do General Klump. O Kremling musculoso então pergunta se realmente tem que ser ele. O rei confirma que sim porque não quer as botas militares de Klump pisando nos pés dele e estragando a pedicure dele. K. Rool ordena que o general toque música, mas Klump começa a dançar enquanto fazendo gestos desajeitados de polichinelos[1] e liberando o som de uma kazoo[2]. Com K. Rool e Krusha ficando confusos pela performance, Klump finalmente para e ativa a música num painel próximo. O rei diz para o Kremling musculoso seguir os passos dele, e começa a dançar e fazer uma contagem.

Donkey, Diddy e Funky já chegaram à entrada do templo na selva. O pequeno primata diz que talvez não seja uma boa ideia perturbar o ídolo de Inka Dinka Doo. De repente, eles ouvem uma voz alta ecoando pelo templo e mandando que eles "venham". Diddy então pergunta se eles entram ou não. Funky fala que o pequeno Kong deve "ficar frio", mas ele responde que o problema é justamente ele sentir "calafrios descendo pela espinha". Donkey e Funky então entram no templo, com Diddy correndo atrás deles pedindo para eles esperarem por ele.

De volta ao lar dos Kremlings, K. Rool está tendo dificuldade em ensinar Krusha a dançar, pedindo para ele pelo menos tentar dar um primeiro passo. Com o Kremling musculoso ainda se esforçando, o rei então ordena que ele execute o passo. Krusha obedece, mas bate o pé no chão com força, tremendo o local, e acha isso engraçado. K. Rool o cumprimenta, e pede para o Kremling musculoso agora repetir o próximo passo. Enquanto Krusha continua a ser mover lentamente e batendo no chão, Klump testemunha a cena confuso.

Ao mesmo tempo, Donkey, Diddy e Funky já chegaram à câmara de Inka Dinka Doo. O gorila herói pergunta ao ídolo qual é o problema. Inka Dinka Doo diz "Donkey Kong", "teste" e "três salas da morte". Donkey então pergunta se tem uma razão para ele fazer isso, e o ídolo responde "salvar ilha de Kongo Bongo". Apesar do gorila concordar que isso é uma boa razão, Funky tenta argumentar para Inka Dinka Doo usar somente uma "sala da morte mais séria". Donkey também explica sobre a competição de dança e que eles têm pouco tempo. Mudando para o rosto zangado dele, o ídolo responde gritando "três salas". Diddy e Funky então mencionam para Donkey que poderia ser pior, sendo quatro ou cinco salas. Com os três agora posicionados no início de um corredor, o pequeno Kong diz que talvez eles tenham se enganado e Inka Dinka Doo quis dizer "três salas da melancolia". Donkey pede que eles lhe desejem sorte e começa a andar em frente. Depois que se ouve o som de um mecanismo ativando e batidas de tambores, estacas de madeira começam a sair das paredes, chão e teto do corredor. Donkey consegue desviar de todas as armadilhas fazendo movimentos corporais precisos, enquanto Funky e Diddy observam e o incentivam. Em seguida, o gorila herói cai, mas consegue chegar ao final do corredor, e as batidas de tambores se encerram. As estacas logo também param e retornam para o interior das paredes e Donkey não tem certeza se está ileso. Diddy e Funky atravessam a sala andando sem ativar nenhuma armadilha, e o gorila surfista confirma que o herói está bem. Donkey fica aliviado, dizendo que agora só faltam duas salas, mas que eles têm que ser mover rápido para poder voltar logo e vencer K. Rool no concurso de dança.

No lar dos Kremlings, ao som de música agora na caverna principal do local, o estilo de dança de Krusha continua a causar tremores, com ele se movendo entre barris. K. Rool diz que o Kremling musculoso é natural, um desastre natural. O General Klump pergunta se deve utilizar um dardo tranquilizante, mas o rei responde que não. K. Rool então ordena para "finalizar isso", e o general pergunta se Krusha tem direito às últimas palavras dele. O rei responde que se referia à música, e Klump obedece apertando um botão no painel na frente deles e desligando a música. Em seguida, o general repete a dança estranha de polichinelos e sons de kazoo de mais cedo. K. Rool diz que gostaria que ele não fizesse isso, deixando Klump decepcionado. O rei se dirige a Krusha agora e manda ele repetir, que volta a bater com os pés no chão violentamente ao som de música.

No templo de Inka Dinka Doo, os três Kongs chegam à próxima sala que se revela após uma porta de pedra se abrir. Funky então argumenta que já que são três salas e três deles, cada um deveria tentar passa por elas por vez. Donkey tenta dizer que Inka Dinka Doo ordenou o herói passar pelo teste, mas o gorila surfista responde que o que o ídolo "não sabe, não vai machucá-lo". Donkey fala que está com medo que Funky possa se machucar. Diddy pergunta que se alguma coisa acontecer com o gorila surfista, então quem vai parar K. Rool no concurso de dança. Funky pede para o pequeno Kong ter um pouco de fé nele e avança andando pelo corredor. Ele consegue chegar ao final sem ativar nenhuma armadilha. Com Donkey e Diddy surpresos, o gorila herói também decide ir em frente, mas quando ele avança, as batidas de tambores começam de novo. O pequeno primata diz para Funky que parece que Inka Dinka Doo sabe mais do que ele aparenta. Em seguida, vários alçapões começam a se abrir pelo chão. Enquanto Diddy o incentiva, Donkey pisa nas laterais das armadilhas, e pula entre elas até chegar ao final do corredor e cair. Os tambores param e os alçapões se fecham, permitindo o pequeno primata atravessar a sala em segurança. Ele então conclue que Inka Dinka Doo quer que só Donkey passe pela "coisa da morte".

No lar dos Kremlings, enquanto sendo observado por tropas de Kritters, Krusha finalmente melhora a técnica de dança dele, evitando bater no chão e exibindo mais graça. K. Rool se gaba dizendo ter conseguido realizar o impossível e pergunta a opinião do General Klump sobre isso. O general então pode ser ouvido repetindo a mesma dança estranha de antes. O rei fala que gostaria que Klump não fizesse isso, e ele obedece. K. Rool declara que o desejo dele do Coco de Cristal espera por ele. Ele também diz que "é a hora do show" para as tropas dele que o aplaudem.

Na Cabana do Cranky, Candy menciona que Donkey e os outros ainda não voltaram. Cranky lamenta que nunca imaginou que tudo terminaria com ele sendo escravizado por um crocodilo louco por causa de uma dança. Candy acha que Funky estará de volta a tempo e que Donkey vai garantir isso. O primata idoso responde que as únicas duas coisas no mundo das quais ele não tem certeza sobre são "Donkey" e "Kong".

De volta ao templo, os três Kongs chegam a terceira sala e Donkey menciona achar que o chão parece um pouco estreito. A sala é um corredor composto por uma passagem estreita acima de um precipício. Funky responde que o gorila não deveria ser tão negativo, e Diddy fala que para macacos como eles, isso é só um caminho comum. Com o herói avançando e Funky pedindo por música, as batidas de tambores começam de novo. Donkey pede para os outros dois avisarem se virem alguma coisa. Em seguida, algumas flechas são atiradas das paredes, enquanto o gorila desvia delas. Diddy pede para Donkey se abaixar, e Funky fala para ele continuar em frente e deixar o corpo se mover. Logo, o gorila herói se esquiva das últimas flechas, sem ser ferido pelos projéteis, e chega ao final do corredor, parando o som de tambores. Donkey comemora, e Diddy e Funky passam pela passagem estreita sem ativar armadilhas e cumprimentam o herói. Com o teste acabado, Donkey se pergunta como eles irão sair dali. De repente, os três primatas caem por um grande alçapão no chão que leva de volta à câmara de Inka Dinka Doo. O gorila herói pergunta para o ídolo se a ilha está salva agora. Mas Inka Dinka Doo responde com "errado" para surpresa dos Kongs presentes. O ídolo fala para Donkey "ir" e "salvar a ilha". O herói acredita que pode perguntar sobre como salvar a ilha para Cranky depois do "Orangotango". Funky também adiciona que ele deve aparecer e ganhar o concurso, enquanto ele faz alguns passos de dança pela câmara. O gorila surfista acaba escorregando e caindo de costas. Ele diz ter machucado a canela, e que só pode ficar sentado agora. Diddy e Donkey então concluem que se Funky não pode se levantar, ele não pode dançar, e se ele não pode dançar, a vitória de K. Rool na competição está garantida.

Próximo ao Coco de Cristal na Cabana do Cranky, Candy está realizando uma contagem e tentando ensinar o Kong idoso a dançar ao som de música. Cranky acha que esse plano pode funcionar, mas o som dos ossos das costas dele fazem ele mudar de ideia logo em seguida. Candy então diz que eles estão quase sem tempo e que K. Rool vai chegar logo. Antes dela terminar a frase, o rei, Krusha e o General Klump chegam ao local. Com a falta de desafiantes, K. Rool acha que venceu o concurso de dança por desqualificação. Mas Cranky responde que o rei não venceu ainda, e bate a bengala no chão, forçando o globo do Coco de Cristal a se fechar. K. Rool executa uma dancinha simples e curta, e tendo dançado, exige o prêmio. Mas, de repente, Donkey pode ser ouvido ao longe. Candy fica aliviada e Cranky corre para fora da cabana enquanto rindo. Depois de se aproximar, o gorila herói fala que a notícia boa é que eles então de volta. Cranky então pergunta o que houve com Inka Dinka Doo. Donkey responde não saber, tendo sido algo sobre salvar a ilha. Candy também sai da cabana e pergunta onde está Funky. Diddy diz que essa é a má notícia. Em seguida, Funky chega mancando pela passarela do local e fala que com a canela machucada ele vai ter que ficar fora da prancha de surf e da pista de dança. Cranky então se pergunta o que eles farão. K. Rool também sai da residência e proclama que com o desejo, Kongo Bongo será dele. Donkey responde que isso não acontecerá sem uma luta ou uma dança, e que ele vai substituir Funky para a surpresa dos presentes. O rei Kremling se vangloria de novo dizendo que a ilha será dele, enquanto Krusha arrasta o órgão musical para fora da cabana. O rei então manda o General Klump ser o apresentador da competição, e ele obedece anunciando K. Rool, dando alguns títulos a ele até que o rei manda o general se apressar. Durante a performance de dança de K. Rool, os Kongs ficam impressionados. Funky o elogia, mas muda de ideia depois de ser mal-encarado pelos outros primatas. Ao final da música, quando K. Rool e Krusha terminam, uma salva de palmas de vários Kritters em torno da cabana à distância pode ser ouvida, enquanto Klump também fica animado dando elogios e achando que o rei venceu. Em seguida, o general anuncia Donkey e Candy como os próximos competidores sem nenhuma animação. Candy começa a dançar e diz para o gorila herói começar quando ele estiver pronto. Donkey tenta dançar, mas os movimentos dele são lentos e desajeitados. K. Rool e Krusha riem disso, e o rei faz piada do gorila. Assistindo à cena, Cranky fica decepcionado em ser derrotado desse jeito. Funky nota que Donkey parecia muito melhor durante o teste de Inka Dinka Doo. Diddy encara o gorila surfista e pergunta se está pensando a mesma coisa que ele, e Funky responde para eles irem para os barris. Em seguida, K. Rool diz que está acabado e que o gorila herói perdeu tudo incluindo a dignidade dele. Mas, de repente, batidas de tambores podem ser ouvidas causadas por Funky e Diddy batendo em barris próximos. Os dois também incentivam Donkey, dizendo para ele "se soltar" como durante o teste no templo. Agora começando a dançar melhor, o herói também canta outra versão da canção sobre qualquer um poder dançar. No fim da performance, Cranky e K. Rool ficam impressionados com Donkey. O rei então grita com Klump. Em seguida, o general diz que vai anunciar o vencedor da competição, sendo uma escolha baseada na resposta do público presente. Quando ele aponta para Donkey, os Kongs presentes executam uma ovação para ele, mas quando Klump aponta para K. Rool uma ovação muito maior pode ser ouvida, incluindo clarões de câmeras fotográficas sobre ele. Assim, ele anuncia o rei Kremling como o vencedor da competição de dança "Orangotango". Com mais ovações podendo ser ouvidas à distância da ilha, K. Rool pede para o público fazer silêncio. Ele então declara que agora é hora para o prêmio de primeiro lugar merecido dele: um desejo do Coco de Cristal. K. Rool chama por Krusha que traz a relíquia para ele logo depois. O rei pensa se deve desejar se tornar o líder da ilha, dizendo que isso soa bom. Cranky tenta consolar Donkey falando que o que está acontecendo não é culpa dele. Mas, de repente, Klump celebra a vitória fazendo a dança estranha dele outra vez. Irritado, K. Rool diz em voz alta que gostaria que ele não fizesse isso. Com o Coco de Cristal aparentemente concedendo isso, Cranky fica feliz, falando que parece que o rei conseguiu o único desejo dele e que agora ele vai ter que esperar pela próxima chance dele no ano seguinte. A relíquia então sai flutuando da mão de Krusha, entra na cabana e se posiciona no globo onde é guardada. Muito zangado, K. Rool manda Klump não ficar parado e fazer alguma coisa. O general anuncia rapidamente que Donkey e Candy ganham lições de dança completas como prêmio de consolação. O gorila herói encara os três Kremlings irritado e pergunta quem é que precisa de lições de dança. Os três começam a correr para longe usando a passarela da cabana. Então, Donkey, Diddy e Funky usam alguns barris para ativar mecanismos que movem partes da passarela, derrubando Klump e Krusha, e arremessando K. Rool para longe. Logo depois, o gorila herói pergunta como Inka Dinka Doo sabia sobre tudo isso, e que o teste no templo era só uma maneira de dar lições de dança para Donkey, com ele tendo dito que era para salvar a ilha. Diddy então conclui que foi exatamente isso o que o gorila fez. Em seguida, Donkey pergunta para Candy se ela quer dançar, mas acaba pisando no pé dela logo que começam. Enquanto Candy reclama do pé e vai embora mancando, o herói admite que talvez realmente precise das lições de dança. Fazendo piada disso, Diddy menciona que o gorila também precisa de outro parceiro e que ouviu que Klump está livre para isso. À distância, o general responde que eles se encontrem às "1400 horas" e todos os Kongs ainda presentes começam a rir.

Canções[]

  • Anyone Can Dance (Original) ("qualquer um pode dançar (original)", em português brasileiro)
  • Anyone Can Dance (Reprisal) ("qualquer um pode dançar (reprise)", em português brasileiro)

Curiosidades[]

  • O título do episódio e da competição de dança retratada durante a história dele são uma combinação das palavras "orangotango"[3], uma espécie de primata, e "tango"[4], um estilo de dança.
  • Durante a cena do episódio onde o holograma de Cranky Kong avisa sobre problemas no templo de Inka Dinka Doo para os heróis, e Funky Kong promete levá-los no avião dele e voltar a tempo para a competição de dança, ele diz: "como aquele cara terminal fala: eu voltarei". Isso é uma referência à frase icônica dita pelo personagem Exterminador[5] ("Terminator", em inglês), um andróide do futuro interpretado pelo ator Arnold Schwarzenegger[6], na série de filmes Exterminador do Futuro[7].

Referências[]

Advertisement