Wiki Donkey kong
Advertisement

"Get a Life, Don't Save One" ("tenha uma vida, não salve uma", em português brasileiro), conhecido como "Não Salve uma Vida" no Brasil, é o décimo episódio da primeira temporada da série animada Donkey Kong Country. A história do episódio é de autoria de Erika Strobel e foi escrito por Peter Sauder, e teve estreia na França em 18 de outubro de 1997.

Sinopse[]

Na Fábrica de Barris, Candy Kong paralisa a linha de produção a pedido de Donkey Kong. Ele revela que escreveu uma canção para ela chamada "100 Cachos de Banana na Parede". Depois de ouvir parte dela, Candy fica surpresa e o gorila responde que fez isso porque acha que ela é mais bonita que um barril cheio de bananas. Donkey canta mais versos da canção enquanto Candy dança. De repente, Bluster Kong chega pela porta da fábrica, e fica irritado com a linha de produção parada e por Donkey ser o responsável. Ele manda o herói ir embora e Candy voltar ao trabalho, mas os dois o ignoram. Bluster então bate num botão do painel de controle exigindo respeito como chefe da fábrica, mas a máquina de marcação de barris bate na cabeça dele. Ele acaba na linha de produção e preso dentro de um barril recém-criado. Enquanto gritando por ajuda, Bluster é levado em direção à máquina que esmaga barris recusados. Mas Donkey bate com a cabeça num botão do painel de controle por acidente enquanto ainda cantando para Candy, e paralisa a esteira com somente o barril de Bluster sendo destruído. Com Bluster salvo, ele fica muito grato, dizendo que estava enganado sobre Donkey e que agora o considera "o campeão entre os macacos". Ele também faz um juramento de lealdade e promete proteger o herói de qualquer ferimento enquanto viver.

Mais tarde na selva, enquanto se balançando em cipós e parando sobre um galho de árvore, Donkey conta para Diddy Kong sobre o ocorrido e o juramento de Bluster em ser guarda-costas dele. De repente, Bluster chega voando no helicóptero de barril dele. Ele diz que não pode permitir o risco de Donkey cair dos cipós e implora para dar uma carona para ele. Depois que o gorila aceita para evitar "alguns calos" e sobe por uma corda para entrar na aeronave, Diddy pergunta o que ele deveria fazer enquanto tentando agarrar a mesma corda, mas acaba caindo sobre o General Klump, que marcha pela selva com dois Kritters. Depois que o pequeno primata agradece pelo Kremling ter uma cabeça macia e amortecer a queda dele, Diddy sai correndo. O general então percebe Donkey voando no helicóptero de barril com Bluster. Com dois macacos voando juntos num helicóptero e outro caindo de uma árvore, Klump acha que alguma coisa está acontecendo.

No lar dos Kremlings, depois do general informar King K. Rool, o rei declara diante de Klump e Krusha que um macaco é um incomodo, mas que dois são uma conspiração, um plano contra ele. Através de uma canção, K. Rool diz que eles só querem enganá-lo, fazendo acreditar que Donkey e Bluster são amigos agora. Klump responde que a cabeça dele dói depois da canção.

Ao mesmo tempo, em frente à casa de Candy, Diddy está zangado com Donkey por tê-lo abandonado e ir embora com Bluster no helicóptero. O gorila diz ter feito isso porque queria que Bluster pagasse a dívida de gratidão dele e pede desculpas para Diddy. O pequeno Kong responde que o perdoa. Dixie Kong então aparece chamando por "Crabby". Ela diz ter perdido o caranguejo de estimação dela chamado Crabby. Diddy promete ajudá-la a procurar, dizendo ser capaz de fazer isso com os olhos fechados, mas confunde o nome do animal. Enquanto sendo corrigido pela namorada, os dois saem à procura do caranguejo. Em seguida, Candy fala que gostou muito da canção de mais cedo de Donkey. O gorila responde ter muito mais versos e pergunta se ela quer ouvir a canção agora, mas ela diz que quer ouvir depois. Com os dois se preparando para beijarem, Bluster aparece de repente e a empurra no chão. Ele explica que está salvando o herói de germes de beijo. Irritada com Bluster insinuando que ela tem germes, Bluster diz que um pouco do tônico de fungo de sapo da mãe dele pode cuidar dos germes. Ele vai embora levando Donkey e deixando Candy para trás ofendida.

Um tempo depois, Donkey relata os eventos recentes para Cranky Kong na entrada da cabana dele, enquanto se equilibrando sobre um barril. Com o gorila idoso questionando do que Bluster poderia protegê-lo, Bluster chega correndo. Temendo que o herói caia do barril, ele empurra Donkey no chão e acaba em cima do barril. Bluster perde o controle, o barril rola em direção e colide contra dois barris onde o General Klump e Krusha estão escondidos. Os mesmos barris com os Kremlings dentro rolam pela passarela da cabana, caem na passarela abaixo e são jogados entre os vários mecanismos movendo a tábuas. Depois de observar a cena, Bluster declara que não consegue acreditar que a existência diária de Donkey está sujeita a tanto perigo e decide ficar do lado do gorila vinte e quatro horas por dia para protegê-lo. Com Donkey desapontado em ouvir isso, Cranky faz uma piada dizendo que "a sombra" do herói penteia o cabelo separando no meio.

No lar dos Kremlings, depois de receber um relatório detalhado da espionagem de Klump e Krusha, K. Rool fica zangado por eles não terem descoberto nada sobre os planos dos Kongs. Assim, o rei diz que não tem outra escolha além de ordenar que os dois subordinados capturem Bluster e tragam ele para o lar. Ele também fala que quando terminar com o gorila, ele vai cantar como um canário. K. Rool então dá uma gargalhada malvada.

No Voos do Funky, Bluster está falando com Funky Kong que mesmo se Donkey se atirar nas mandíbulas da morte, que ele estará lá ao lado do herói. O gorila surfista pede para Bluster ir devagar porque está deixando ele com sono. Bluster então responde que quer saber onde o herói está. Funky tenta confirmar se estão falando de Donkey. Bluster confirma e pergunta de novo, mas o gorila surfista responde que ele é complicado demais. Bluster então decide ir embora. Enquanto passando pela entrada da cabana, ele não percebe Donkey e Diddy se escondendo atrás de pranchas de surf que eles seguram nas mãos. Depois que eles se revelam e Bluster continua a chamar por Donkey à distância, Funky comenta que Bluster está realmente focado na missão de herói dele. Donkey responde que ele está deixando o gorila louco, atrapalhando o estilo dele, e que ele precisa da ajuda de Funky. Através de uma canção, o gorila surfista declara que vai ajudá-lo. Depois da canção, Funky diz para deixar ele cuidar de tudo.

Agora na selva, Donkey está deitado sobre uma linha de trilhos para Vagões de Mineração, enquanto Diddy, Funky e uma pilha de bananas então próximos a ele. O gorila fala que está pronto, e Funky diz para Diddy começar a cobrir Donkey com bananas. Depois que os dois cobrem o herói enquanto ele canta a canção dele para Candy e, em seguida, sons dele comendo as frutas são ouvidos, Diddy pergunta se isso vai realmente funcionar, com o gorila surfista garantindo ser um plano à prova de tolos. O pequeno primata responde que desde que o tolo não coma todas as bananas antes ser resgatado por Bluster. Percebendo o helicóptero de barril se aproximando, Funky pede para Diddy se apressar e terminar de jogar as bananas. Depois que Bluster pousa o veículo, o General Klump, que está escondido dentro de um vagão próximo junto de Krusha, menciona que vai se aproximar e pegar Bluster de uma só vez. Enquanto Funky grita por socorro, dizendo que Donkey está preso sob a pilha de bananas, Klump começa a se mover com o vagão de repente, e acaba derrubando Krusha. Enquanto passando por Bluster, que grita que irá salvar Donkey e sai correndo, Klump fica distraído com o grito e colide contra a pilha de bananas. Donkey está a salvo e sem ferimentos, e o vagão do general fica fora de controle, se movendo para longe e carregando parte das bananas. Impressionado, Bluster lista os problemas em que Donkey se mete. O herói acha que Bluster vai desistir de protegê-lo. Mas ele proclama que a partir de agora vai ficar de olho em Donkey por cada segundo, mas Bluster não percebe os outros Kongs fugindo do local. Bluster então decide procurar e chamar por Donkey pela selva. Ele acaba pisando sobre um xis vermelho marcado no chão. Não sabendo sobre o que se trata, Bluster não percebe até que é tarde demais que é uma armadilha de Krusha que deixa um barril pendurado por uma corda cair sobre o Kong, o prendendo. O Kremling musculoso carrega o barril para a entrada de um túnel de mina, com o General Klump os seguindo no vagão de mineração ainda descontrolado e pedindo por ajuda.

Mais tarde, Donkey está no avião de Funky que executa manobras arriscadas no céu, enquanto pedindo pelo socorro de Bluster. No chão, Funky menciona para Diddy que o plano vai funcionar, com o pequeno Kong ficando impressionado por realmente parecer que a aeronave está descontrolada quando na verdade o gorila surfista está usando um controle remoto para pilotá-la. Diddy também acha que Bluster não vai descobrir isso, e que logo vai aparecer no helicóptero de barril e "salvar" Donkey. Na aeronave, o gorila herói menciona que é mais divertido estar num avião do que no topo de um edifício.[1] Se perguntando onde está Bluster, Donkey então percebe que Crabby, o caranguejo de Dixie, está no compartimento do piloto. Ele acha bonitinho o fato do caranguejo cortar alguns cabos no avião, mas então ouve o motor da aeronave falhando e percebe que isso é provavelmente uma coisa ruim. Com o avião caindo fora de controle em direção ao chão, Donkey começa a gritar por socorro. Em terra, Diddy diz que a performance de Donkey melhorou muito de repente, mas acha que Funky talvez deveria ir mais devagar com as acrobacias. O gorila surfista responde que não está tocando no controle remoto e que não está fazendo nada. Diddy percebe que o avião está realmente fora de controle. Na aeronave, Donkey acha que está condenado até que o holograma de Cranky pelo Coco de Cristal aparece no compartimento do passageiro. O gorila idoso o chama de cabeça dura e que Donkey não sabe nada sobre pilotar um avião. Ele manda o herói puxar o manche até alinhar o altímetro. Com Donkey surpreso que Cranky saiba pilotar aviões, o primata idoso diz que o gorila também não sabe que ele dança merengue[2] muito bem, mas que não é hora de discutir as habilidades dele, e manda Donkey se concentrar e puxar o manche. Assim, o herói consegue tomar o controle do avião, evitar a colisão e voar sobre a ilha, passando acima de Funky e Diddy.

No lar dos Kremlings, K. Rool interroga Bluster, querendo saber cada detalhe da operação dele e de Donkey contra o rei. Mas o gorila não tem ideia do que K. Rool está falando, mencionando ter tido somente uma operação no dedo do pé dele. Achando que Bluster está brincando com ele, o rei aciona um elevador no chão, revelando a fábrica dele no andar inferior. O Kong acha que isso parece com trabalho pesado, trabalho pesado extremo. K. Rool ameaça que Bluster vai descobrir o quão pesado se ele não revelar o plano dele, enquanto também confundindo o nome do gorila. Depois que Bluster insiste que não há plano e corrige o rei com o nome correto, K. Rool responde que o tempo está acabando e que o gorila vai ganhar alguns calos. Bluster então lamenta o herói ruim que ele acabou se tornando não sendo nem capaz de se salvar da situação atual. Ele se pergunta o que Donkey Kong faria. De repente, o gorila tem uma ideia e pergunta se ele pode ter um último pedido. K. Rool concorda desde que não seja muito caro. Para surpresa dos Kremlings, Bluster diz que só deseja cantar uma canção. Ele então começa a cantar a canção de "100 Cachos de Banana na Parede" de Donkey. Bluster também convida os Kremlings para cantarem junto dele, com Krusha e um Kritter se juntando.

Depois de pousar o avião de Funky no cais da ilha, Donkey não entende por que Bluster não veio tentar resgatá-lo ainda. O holograma de Cranky aparece de novo, e informa que o Coco de Cristal deu uma visão de Bluster na fábrica do King K. Rool. Depois de Funky mencionar que "o herói precisa ser salvo", Donkey e Diddy partem no avião para resgatar Bluster. Com o gorila herói ainda tendo problemas para pilotar o avião e fazendo manobras descontroladas, Diddy também avisa que eles estão indo para o lado errado. Enquanto observando isso do chão, o holograma de Cranky menciona que isso é uma pena, e Funky responde que o gorila idoso precisar relaxar e que Donkey consegue cuidar de si mesmo. Cranky responde que estava falando do avião e desaparece, deixando o gorila surfista preocupado.

De volta ao lar dos Kremlings, Bluster termina a canção, e pede para os Kremlings cantarem juntos mais uma vez. Zangado, K. Rool ordena eles se calarem e manda o gorila pisar sobre a plataforma para a fábrica. Com Bluster lamentando por ter que trabalhar, o rei está a ponto de pressionar o botão para ativar a plataforma e está grato por finalmente se livrar do gorila. De repente, Donkey e Diddy chegam no avião e voam pelo local. O gorila herói acha que está finalmente aprendendo a voar, mas consegue espantar os Kremlings subordinados e fazer K. Rool achar que seria atropelado pela aeronave. Depois que o veículo pousa, K. Rool pergunta onde o General Klump está quando ele precisa dele, mas Krusha pergunta se isso é uma pergunta retórica. Com Donkey dizendo que eles chegaram bem a tempo, Bluster declara que ele está em dívida de gratidão em dobro com o herói. Apesar de Bluster estar confuso com Donkey estar decepcionado em ouvir isso, o herói só diz para ele entrar no avião. K. Rool então declara que ninguém não vai a lugar nenhum. Ele pergunta se ouviu alguém cantar "100 Kritters na parede" e pressiona um botão, ativando duas plataformas no chão que revelam grupos de Kritters armados. Diddy tenta corrigir o rei falando que o verso se refere a bananas. K. Rool então diz que o turno deles na fábrica está a ponto de começar, mas assegura que eles podem ter uma parada para café a cada mil anos e começa a gargalhar. Donkey menciona que eles estão condenados, mas acha estranho que Bluster parece calmo. Ele responde que está curioso para saber o que um caranguejo está fazendo nas costas de K. Rool. O rei então fala que eles realmente acham que alguém com a inteligência dele cairia por um truque infantil como esse. Crabby, o caranguejo de estimação que aparentemente saiu do avião e belisca K. Rool, fazendo ele dar um grito ouvido longe da ilha. O caranguejo continua a beliscar K. Rool várias vezes, que grita e pula se contorcendo de dor. Donkey aproveita a distração para se balançar numa corda e colidir contra o rei, fazendo ele cair do pódio dele sobre Krusha. Apesar disso, os Kongs ainda estão cercados por um grande número de Kritters. Diddy menciona que somente um milagre poderia salvá-los agora. Não estando preocupado, Donkey responde que tal um general e um vagão de mineração fora de controle. Para surpresa de todos, o vagão pilotado pelo General Klump chega ao local, perseguindo K. Rool e Krusha, e espantando os Kritters. Os primatas aproveitam a distração para entrarem no avião e irem embora.

Na Fábrica de Barris à noite, Bluster declara que ele e Donkey estão quites agora, já que a distração dele do caranguejo também salvou Diddy. O gorila herói diz que Bluster não tem ideia do quanto grato ele está. Apesar de concordar, Bluster também anuncia que Donkey é sujeito a acidentes demais para ficar perto dele, e um perigo para a saúde dele. Depois que ele vai embora, Dixie então aparece e pergunta se ninguém viu o caranguejo de estimação dela. Em seguida, Donkey e Diddy se encaram sorrindo, e um grito de dor alto de Bluster é ouvido à distância da ilha por ter sido beliscado pelo caranguejo.

Canções[]

  • No One's Going to Make a Monkey Out of Me ("ninguém vai me fazer de macaco", em português brasileiro)
  • Listen to Funky ("escuta o Funky", em português brasileiro)

Curiosidades[]

  • Na cena onde Donkey Kong está no avião de Funky Kong enquanto o gorila surfista está controlando o veículo, e o herói menciona que "é mais divertido estar num avião que no topo de um edifício" é provavelmente uma referência ao filme King Kong[1] de 1933. Na parte final do filme, o personagem King Kong[3], um gorila gigante, escapa do aprisionamento dele, vaga furioso pela cidade de Nova York[4] e escala até o topo do edifício Empire State[5], onde ele enfrenta aviões atirando nele até eventualmente cair para a morte dele.

Referências[]

Advertisement