Wiki Donkey kong
Advertisement
Não deve ser confundido com o personagem Donkey Kong, o Terceiro, com o jogo Donkey Kong para Arcade ou com o jogo Donkey Kong para Game Boy
Cranky kong 01

Arte de Cranky Kong do jogo Donkey Kong Country.

Cranky Kong é membro da Família Kong e é um personagem que aparece em praticamente todos os jogos da série Donkey Kong. Ele foi originalmente conhecido como Donkey Kong (Sênior), e é o pai de Donkey Kong Jr., e o avô de Donkey Kong, o Terceiro.

Aparência[]

Como Donkey Kong (Sênior), Cranky Kong aparenta ser um gorila[1] da cor vermelha/marrom em suas aparições iniciais. Em sua última aparição como Donkey Kong, ele aparece também vestindo uma gravata da cor vermelha, e exibindo as iniciais "DK" nela.

Como um idoso, Cranky Kong também aparenta ser um gorila com uma barba longa e da cor branca, e também exibindo cabelos da cor branca nas laterais da cabeça dele. Ele é geralmente visto usando óculos pequenos e vestindo um colete da cor marrom. Cranky também pode carregar uma ou duas bengalas.

História[]

Donkey Kong[]

Donkey2

Arte de Donkey Kong (Sênior) do jogo Donkey Kong para Arcade.

No jogo Donkey Kong, um gorila grande de circo chamado Donkey Kong sequestra uma mulher conhecida como Lady, e escala até o topo de um local sob construção para escapar. O namorado dela, conhecido como Jumpman, o carpinteiro, persegue os dois pelo mesmo local, enquanto Donkey Kong atira barris para impedir Jumpman. Depois do(a) jogador(a) controlar Jumpman para perseguir Donkey Kong por quatro fases diferentes, evitando inimigos e obstáculos, o carpinteiro se reúne com Lady, e derrota Donkey Kong, fazendo ele cair de certa altura e desmaiando.

Donkey Kong Jr.[]

No jogo Donkey Kong Jr., Jumpman, agora conhecido como Mario, sequestra Donkey Kong {Sênior} e o prende numa jaula. O(a) jogador(a) deve controlar Donkey Kong Jr., o filho de Donkey Kong, para escalar cipós e evitar inimigos e obstáculos por algumas fases, para eventualmente chegar a jaula e libertar o pai do pequeno gorila.

Na fase final, múltiplas chaves devem ser usadas sob uma plataforma suspensa, onde estão Mario e a jaula de Donkey Kong. Assim que o(a) jogador(a) completar esta fase, o vilão e o primata cairão de certa altura, com Mario caindo no chão, e Donkey Kong Jr. pegando o pai nos braços dele. Os dois Kongs sairão da tela pelo lado direito, e Mario tentará perseguí-los, mas Donkey Kong Sênior dará um chute para jogar o carpinteiro de volta na tela e atordoá-lo.

Donkey Kong 3[]

Durante o jogo Donkey Kong 3, Donkey Kong Sênior invade uma estufa, onde ele e vários insetos tentam destruir as plantas do local. O(a) jogador(a) deve controlar Stanley, o Dedetizador para repelir Donkey Kong e os insetos.

Donkey Kong '94[]

No jogo Donkey Kong para Game Boy, Donkey Kong Sênior novamente sequestra Lady, agora conhecida como Pauline, e foge para uma área sob construção similar a do primeiro jogo. Depois do(a) jogador(a) controlar Mario para perseguir o gorila pelas quatro primeiras fases, Donkey Kong escapa para mundos contendo múltiplas fases: Cidade Grande, Floresta, Navio, Selva, Deserto, Avião, Geleira, Vale de Rochedos e Torre. Estes locais contêm muitos inimigos e obstáculos. Donkey Kong Jr. também aparece em algumas fases, operando alavancas para mover obstáculos e tentar parar Mario.

No final do jogo, Mario confronta Donkey Kong Sênior no topo da Torre, onde o primata se transforma num gorila gigante. Assim, que o vilão é derrotado pelo(a) jogador(a), o carpinteiro recupera sua altura normal, e Mario, Pauline, Donkey Kong Sênior e Júnior aparecem juntos numa fotografia durante as cenas finais do jogo, indicando que estão finalmente em paz uns com os outros.

Donkey Kong Country[]

Cranky

Arte alternativa de Cranky Kong do jogo Donkey Kong Country.

Depois de se aposentar, e do seu neto, Donkey Kong, o Terceiro, assumir a liderança da Família Kong, Donkey Kong Sênior, agora conhecido como Cranky Kong, passa a viver na Ilha Donkey Kong.

Pouco antes dos eventos do jogo Donkey Kong Country, no dia seguinte a Donkey Kong dar a missão para Diddy Kong de guardar o monte de bananas durante a noite, Cranky Kong é quem acorda Donkey e avisa sobre o desaparecimento do pequeno Kong e das bananas.

Durante o jogo, Cranky pode ser visitado em cabanas conhecidas como Cabanas do Cranky, localizadas em cada mundo do jogo. Ele age como um velho rabugento, sentido falta dos jogos da época dele e dizendo que eles eram melhores. Cranky também chama o jogo atual de um desperdício de gráficos e de memória, geralmente "quebrando" a quarta parede[2] com seus comentários. Quando o(a) jogador(a) visita as cabanas do Cranky, ele dá conselhos gratuitos e aleatórios sobre fases, inimigos, mecânicas do jogo e outros.

Na versão para Game Boy Color do mesmo jogo, além de ser encontrado em suas cabanas, Cranky aparentemente também opera Cranky na Mira, múltiplos minigames gratuitos de tiro onde o(a) jogador(a) deve controlar um cursor para atirar em inimigos e obstáculos e, às vezes, evitar Kongs, dentro de um tempo-limite. Completar todos os seis minigames libera a opção Make Banner ("criar bandeira", em português brasileiro) no menu Print ("imprimir", em português brasileiro) do jogo.

Na versão para Game Boy Advance do jogo, Cranky participa mais da história, sempre aparecendo depois que o(a) jogador(a) derrota um chefe para comentar a respeito e coletar cada Banana Gigante para Donkey e Diddy Kong.

Donkey Kong Land[]

Cranky Kong não aparece no jogo Donkey Kong Land para Game Boy. Mas segundo a história do jogo no manual oficial, quando Donkey e Diddy Kong discutem sobre o sucesso do jogo Donkey Kong Country com Cranky na cabana dele, ele diz que subestimou o jogo, mas que foi só por causa de gráficos avançados e que as crianças compram qualquer coisa. Cranky aposta com os dois heróis que eles não são capazes de recuperarem o monte de bananas roubado por King K. Rool de novo por completando um jogo num sistema portátil 8-bits, onde jogabilidade seria mais relevante. Donkey e Diddy Kong aceitam a aposta e começam a aventura do jogo.

Donkey Kong Country 2[]

Cranky Kong

Arte de Cranky Kong do jogo Donkey Kong Country 2.

No jogo Donkey Kong Country 2, onde Donkey Kong é sequestrado pelo Kapitão K. Rool, e Diddy e Dixie Kong têm que atravessar a Ilha do Crocodilo para resgatá-lo, Cranky Kong opera o Museu do Macaco, presente na maioria dos mundos da ilha. Aqui ele oferece dicas opcionais sobre fases específicas do mundo atual para o(a) jogador(a), com algumas delas sendo pagas uma vez com Moedas de Banana.

Na versão para Game Boy Advance do mesmo jogo, o Museu do Macaco é renomeado Cabana do Cranky, mas ainda possui a mesma função de dicas para fases. No mesmo local, agora também existe um minigame chamado Corrida do Expresso, onde o(a) jogador(a) pode usar Penas Douradas coletadas em fases para melhorar as habilidades de Expresso e correr com outros avestruzes em múltiplas pistas. Vencer cada uma destas corridas recompensa o(a) jogador(a) com Moedas DK.

Em ambas as versões de Donkey Kong Country 2, ao final do jogo, Cranky Kong avalia o número de Moedas DK coletadas por Diddy Kong, usando para determinar sua posição na competição de Heróis de Videogame do Cranky. Mario, Yoshi e Link (da série de jogos The Legend of Zelda) fazem pequenas aparições como competidores. O(a) jogador(a) deve coletar quarenta Moedas DK pela primeira colocação na versão para Super Nintendo Entertainment System do jogo ou sessenta e oito moedas na versão para GBA do mesmo jogo.

Wrinkly Kong, que coordena o Kolégio Kong no mesmo jogo, é revelada ser a esposa de Cranky Kong.

Donkey Kong Land 2[]

Cranky Kong também não aparece no jogo Donkey Kong Land 2 para Game Boy. Mas sempre que o(a) jogador(a) completa o jogo, uma tela exibe o pódio da competição de Heróis de Videogame, omitindo o nome do primata idoso. Se o(a) jogador(a) conseguiu coletar todas as quarenta Moedas DK do jogo, Diddy Kong será o primeiro colocado na competição.

Donkey Kong Country 3[]

Na versão para Super Nintendo Entertainment System do jogo Donkey Kong Country 3, Cranky Kong é o adversário no minigame dos Espetáculos do Swanky, localizados na maioria dos mundos do jogo e pagos com Moedas de Urso. O(a) jogador(a) deve controlar Dixie ou Kiddy Kong para acertar bolinhas contra certo número de alvos durante um limite de tempo, podendo escolher entre três modos. As recompensas do minigame para o(a) jogador(a) são Cachos de Banana e mais Moedas de Urso.

Na versão para GBA do mesmo jogo, Cranky Kong somente aparece nos Dojôs do Cranky, que substituem a maioria das Cavernas de Salvamento da Wrinkly em cada mundo desta versão. O dojô é um minigame, pago com Moedas de Urso, em que o(a) jogador(a) deve controlar Cranky que usa um escudo para se defender contra trinta Bristles vindos de ambas as laterais da tela e em alturas diferentes. O(a) jogador(a) pode ser recompensado(a) com mais Moedas de Urso e Balões de Vida Extra. Um único Pássaro Banana também pode ser um prêmio por boa pontuação no minigame.

Em ambas as versões do jogo, após o(a) jogador(a) controlar Dixie e Kiddy Kong para derrotarem o Barão K. Roolenstein na fase de chefe Kastle KAOS do mundo KAOS Kore, uma cena mostrará Donkey e Diddy Kong sendo libertados. Cranky aparecerá no plano da frente da fase para dizer que não está impressionado com a performance de Dixie e Kiddy no jogo. Os dois sairão da tela para se moverem para o mesmo plano de Cranky, irritados com o comentário. O gorila idoso ficará intimidado ao ser cercado pelos dois, perguntará se eles não teriam coragem de bater em alguém com óculos, e olhará para a tela, exibindo um par de óculos.

Durante a cena especial do final de ambas as versões do jogo, obtida pelo(a) jogador(a) coletando todos os Pássaros Bananas, e libertando a Rainha Pássaro Banana, o pássaro gigante irá perseguir o Barão K. Roolenstein pelo mapa principal e irá pará-lo com um ovo gigante, e os heróis irão pular sobre o ovo. Ao plano de fundo da mesma cena, Cranky Kong logo aparecerá num esqui aquático puxado pelo Barco a Motor de Funky Kong. Os dois irão passar pelo fundo da tela algumas vezes, enquanto Cranky faz algumas manobras, mas então o barco sofrerá um acidente fora da tela. Cranky aparecerá na água no mesmo plano e ao lado dos heróis, carregando um cartaz escrito "The End" ("o fim", em português brasileiro), indicando que este é o fim do jogo.

Assim que o(a) jogador(a) pressionar qualquer botão, a tela vai mudar para uma tela de pontuação do jogo, exibindo cinco colocações, cada uma com o tempo levado para completar o jogo e a porcentagem completa do jogo. O nome de Cranky Kong será o primeiro colocado, com tempo de 4 horas e 22 minutos, e porcentagem de jogo completo de 103 por cento, caso o(a) jogador(a) já não tenha obtido a primeira colocação. Se o(a) jogador(a) completar todas as fases, Salas de Bônus e coletar todos os itens do jogo normalmente, ele(a) também poderá conseguir a mesma porcentagem de Cranky. Mas se o(a) jogador(a) completar o jogo, coletando os mesmos itens, depois de usar códigos para remover Barris de Estrelas e a maioria dos Barris DK, aumentando a dificuldade, ele(a) pode conseguir a porcentagem de 105 por cento na mesma tela de pontuação. O(a) jogador(a) também será recompensado(a) com um troféu de Cranky Kong, vestindo roupas de artes marciais (similares às roupas usadas por ele durante os minigames dos Dojos do Cranky na versão para GBA do jogo), e receberá a classificação de "Immortal Monkey" ("macaco imortal", em português brasileiro). O mesmo troféu gira por alguns segundos, mas, às vezes, ele para e Cranky Kong executa alguns socos e chutes.

Donkey Kong 64[]

Cranky Kong 64

Cranky Kong como visto no jogo Donkey Kong 64 para Nintendo 64.

Durante o jogo Donkey Kong 64 para Nintendo 64, Cranky Kong é responsável pelos Laboratórios do Cranky, que aparecem em todas as áreas principais do jogo, exceto na fase Hideout Helm. Geralmente, o(a) jogador(a) deve acessar estes laboratórios com personagens controláveis específicos e suas respectivas Moedas de Banana coloridas para comprarem poções especiais que liberam novas habilidades. Estas habilidades são necessárias para interagir com objetos, como botões e alavancas, atacar inimigos ou acessar novos locais.

Além disso, se o(a) jogador(a) conseguir coletar pelo menos quinze Medalhas de Banana, obtidas por coletar setenta e cinco bananas em cada área e por cada Kong controlável, e visitar um dos laboratórios, o jogo Jetpac será liberado. Se o(a) jogador(a) obtiver a pontuação mínima de 5000 pontos, Cranky irá recompensá-lo(a) com a Moeda da Rareware, uma das duas moedas necessárias para abrirem uma porta na fase final do jogo, levando a Chave de Chefe oitava e final.

DK: King of Swing[]

Crankya

Arte de Cranky Kong do jogo DK: King of Swing para Game Boy Advance.

Na cena de abertura do modo Adventure ("aventura", em português brasileiro) do jogo DK: King of Swing para Game Boy Advance, Cranky Kong pode ser visto falando com Donkey Kong sobre o Torneio Jungle Jam ("geleia da selva", em português brasileiro) que acontecerá no dia seguinte. Diante deles estão Medalhas DK, guardadas dentro de um barril, e aquele(a) que coletar o maior número delas na competição será nomeado(a) o(a) herói(na) da selva. Cranky diz que as medalhas são importantes e que Donkey não deve deixar ninguém roubá-las. Mas, de repente, King K. Rool aparece numa pequena aeronave, rouba o barril com as medalhas, ameaça os Kongs e escapa. Cranky diz que eles não podem começar a competição sem as Medalhas DK, e Donkey Kong decide seguir o vilão para recuperá-las.

Na primeira fase do jogo, Cranky dá tutorial ao(a) jogador(a) dos controles de como mover Donkey Kong pelas plataformas verticais, atacar inimigos, utilizar itens e outras mecânicas.

Durante a cena extra e pós-créditos do jogo, liberada quando o(a) jogador(a) coleta todas as vinte e quatro Medalhas DK, e depois que K. Rool é derrotado, Cranky Kong aparece de novo, nomeando Donkey Kong o novo herói da selva. Ele dá início ao torneio, enquanto os demais membros da Família Kong também celebram a vitória de Donkey Kong.

Donkey Kong Barrel Blast[]

No jogo de corrida Donkey Kong Barrel Blast para Nintendo Wii, Cranky Kong é um dos personagens controláveis que podem ser liberados pelo(a) jogador(a) como piloto, completando certas missões no modo Candy's Challenges ("desafios da Candy", em português brasileiro).

DK: Jungle Climber[]

CrankyDKJUNGLE

Arte de Cranky Kong do jogo DK: Jungle Climber para Nintendo DS.

Durante o jogo DK: Jungle Climber para Nintendo DS, a Família Kong decide passar as férias na Ilha Sol Sol. Diddy Kong avista uma banana gigante no céu acima da ilha, e Cranky Kong pede para Donkey Kong ir até o topo para encontrá-la.

Neste jogo, Cranky também dá tutoriais para o(a) jogador(a) dos controles das mecânicas principais e funçóes de itens, sendo bem mais presente e sempre aparecendo em meio a fases quando novas mecânicas surgem. O primata idoso também aparece em todas as cenas do jogo, participando da história e confrontando o vilão King K. Rool e seus Kremlings, que estão tentando usar o poder das Bananas de Cristal e a tecnologia alienígena de buracos de minhoca[3] de Xananab para conquistarem o universo.

Mais tarde, após o(a) jogador(a) completar o quarto mundo do jogo, a Ilha Arrepio e Carvão, K. Rool revela a sua nova nave espacial, o King Kruizer IV. Donkey e Diddy Kong tentam escalar até o topo da Ilha Alto Alto para alcançarem a nave espacial, mas falham. Cranky Kong revela que tem consigo um Barril de Propulsão, permitindo aos heróis viajarem pelo céu e o espaço, e alcançarem a nave.

Quando o(a) jogador(a) completa a fase do King Kruizer IV, e derrota o chefe Mega AMP, pela segunda vez no jogo, K. Rool abre um buraco de minhoca e escapa para o Planeta Plantean, o planeta natal de Xananab. Xananab, Cranky, Diddy e Donkey Kong seguem o vilão pelo buraco de minhoca.

No Planeta Plantean, os Kongs confrontam King K. Rool, e ele usa a última Banana de Cristal para se transformar num gigante. Depois que o(a) jogador(a) derrota este chefe final, as cinco Bananas de Cristal são recuperadas e múltiplas cenas mostram Xananab e os habitantes do planeta celebrando, e dando bananas para os heróis. Ao final, Xananab usa uma Nave Espacial de Banana para levar os primatas de volta ao planeta deles, enquanto K. Rool é também levado junto, arrastado por uma corda amarrada ao lado de fora da nave.

Donkey Kong Country Returns e Donkey Kong Country Returns 3D[]

Cranky Returns

Arte de Cranky Kong do jogo Donkey Kong Country Returns para Nintendo Wii.

Nos jogos Donkey Kong Country Returns e Donkey Kong Country Returns 3D, Cranky Kong opera as Lojas do Cranky Kong, presentes em cada mundo dos jogos, onde o(a) jogador(a) pode utilizar Moedas de Banana para comprar itens opcionais, que auxiliam a completar fases ou liberam fases extras.

Sempre que o(a) jogador(a) compra um item, Cranky fará comentários aleatórios criticando o(a) jogador(a) por tentar facilitar o jogo com os mesmos itens ou só para fazer piada. Ele também pode fazer comentários quando o(a) jogador(a) mantém o cursor sobre um item e aguarda alguns segundos. Quando o(a) jogador(a) entra ou sai da loja, Cranky Kong pode também falar a respeito de áreas específicas ou personagens do jogo. Além disso, se o(a) jogador(a) não pressionar qualquer botão dentro da loja, e aguardar alguns segundos, Cranky irá eventualmente cair no sono na sua cadeira de balanço.

Donkey Kong Country: Tropical Freeze[]

No jogo Donkey Kong Country: Tropical Freeze, durante a cena de abertura, Cranky, Diddy e Dixie Kong estão reunidos na casa da árvore para comemorar o aniversário de Donkey Kong. Mas, fora da casa, uma esquadra de Snowmads se aproxima da Ilha Donkey Kong pelo mar. Eles usam um chifre mágico para invocar um dragão de gelo, capaz de congelar e trazer ventos fortes. Os Kongs saem da casa da árvore para testemunharem isso, e são jogados para longe da ilha pelos ventos. O dragão congela o restante da Ilha Donkey Kong, e os Snowmads tomam o local. Os primatas acabam caindo num ilha distante, chamada Lost Mangroves.

Neste jogo, Cranky Kong é um personagem de assistência para Donkey Kong no modo de um(a) jogador(a). Ele também pode ser controlado pelo(a) segundo(a) jogador(a) no modo de dois(uas) jogadores(as) ou pelo(a) primeiro(a) jogador(a) no Hard Mode ("modo difícil", em português brasileiro), a ser liberado no mesmo jogo.

Dentro de fases, Cranky Kong é capaz de utilizar a bengala dele como um pula-pula, estando por si mesmo ou montado nas costas de Donkey Kong, com o(a) jogador(a) podendo usar este movimento para quicar sobre armadilhas de espinhos sem sofre dano, ferir inimigos mais resistentes ou alcançar locais elevados. Também quando não está montado nas costas de Donkey Kong, Cranky usa sua bengala durante o movimento de bater no chão, e se o mesmo movimento é usado pelo(a) jogador(a) quando o primata pula, Cranky atira múltiplas dentaduras, como pequenos projéteis saltitantes, na direção que ele está encarando. Estes projéteis podem atordoar alguns inimigos por poucos segundos.

No modo de um(a) jogador(a), o(a) jogador(a) controlando Donkey Kong pode encontrar Barris CK dentro de fases que podem ser atirados para invocar Cranky Kong como personagem de assistência. Após selecionar uma fase para jogar no modo Time Attack ("ataque de tempo", em português brasileiro), o(a) jogador(a) pode escolher se quer manter os barris de personagens presentes nela ou mudar todos eles para um único tipo de barril durante a sessão atual, incluindo Barris CK. Este barril de personagem e os demais também podem ser comprados na loja Voar e Comprar do Funky do mesmo jogo.

Depois que o(a) jogador(a) completa cinco mundos e derrota muitos Snowmads, os heróis finalmente retornam a Ilha Donkey Kong. A ilha está coberta de neve, e com novas construções dos Snowmads sobre ela. O(a) jogador(a) eventualmente chega a fase de chefe Volcano Dome, localizada dentro do vulcão da ilha. Aqui, ele(a) deve controlar os Kongs para derrotarem Lorde Fredrik, o Rei Snowmad. Após a batalha, os Snowmads são jogados para fora da Ilha Donkey Kong, e Donkey Kong usa o chifre mágico do chefe para restaurar o clima original do local. Os quatro heróis celebram a vitória deles tocando instrumentos musicais do lado de fora da casa da árvore.

Durante Funky Mode ("modo do Funky", em português brasileiro), um modo de menor dificuldade, disponível somente na versão para Nintendo Switch do jogo, e onde o(a) jogador(a) somente controla Funky Kong, Cranky Kong não pode ser utilizado, nem mesmo como personagem de assistência.

Série Animada Donkey Kong Country[]

Cranky Kong também aparece na série animada Donkey Kong Country. Aqui, ele também é um gorila idoso, e o avó de Donkey Kong. Cranky vive numa casa no topo das árvores da selva da Ilha de Kongo Bongo, onde ele mantém um órgão musical, poções e livros de feitiço, e onde o Coco de Cristal, um artefato mágico, é escondido. Ele guia Donkey Kong para se tornar o futuro líder da ilha, e tenta impedir que King K. Rool, os Kremlings, e o Kapitão Skurvy roubem o Coco de Cristal para conquistarem a Ilha de Kongo Bongo.

No episódio da primeira temporada "Bad Hair Day" ("Um Dia Ruim", no Brasil), Cranky Kong fala diretamente com os(as) telespectadores(as) em algumas cenas, "quebrando" a quarta parede[4]. Cranky narra a história do Coco de Cristal, e que quem encontrou a relíquia é declarado(a) o(a) escolhido(a) como futuro(a) líder da Ilha de Kongo Bongo, com Donkey Kong sendo o atual escolhido. Mas vilões também irão tentar roubar a relíquia para conquistar a ilha, como King K. Rool. Mais tarde, depois que Donkey e Diddy repelem uma tentativa de roubo da relíquia pelos Kremlings, Cranky aparece na Fábrica de Barris da ilha. O gorila idoso pode ser visto sobre a esteira na parte externa e superior da fábrica. Enquanto sendo levado, ele fala diretamente com os(as) telespectadores(as) de novo, explicando sobre o local e dizendo que barris são fabricados ali. Sendo conduzido para dentro da fábrica, a máquina que cria barris prende Cranky dentro de um barril. Ele continua a dizer que a fábrica pertence a Bluster Kong. Depois que a tampa do barril é colocada, Cranky também diz que Bluster é o maior rival de Donkey Kong quando se tratando de receber o amor de Candy. Um tempo depois, no mesmo episódio, após K. Rool usar um plano envolvendo uma cópia robô de Candy para enfraquecer Donkey cortando o cabelo do topo da cabeça do gorila, os Kremlings atacam a Cabana do Cranky outra vez e conseguem roubar o Coco de Cristal, sem que Donkey ofereça grande resistência. Vendo que Donkey foi vítima de uma maldição, Cranky decide preparar uma poção para curar o herói. Quando ela é terminada, ele pede para Candy e Bluster entregarem a poção a Donkey achando que a verdadeira Candy foi a responsável por causar a maldição. Depois, quando Donkey consegue recuperar o cabelo e a força dele comendo muitas bananas, o gorila invade o lar dos Kremlings. Ele derrota os vilões, chuta o Coco de Cristal para o céu, fazendo ele cair dentro do globo dentro da Cabana do Cranky, onde a relíquia estava originalmente guardada. O gorila idoso acha que a poção dele conseguiu curar a maldição sobre Donkey.

Durante o episódio da primeira temporada "Ape Foo Young" ("A Poção da Juventude", no Brasil), Cranky Kong fica deprimido com a idade avançada por não conseguir impedir sozinho os Kremlings de roubarem o Coco de Cristal, e por ser ignorado por Donkey e Diddy Kong. Após a tentativa de roubo frustrada, um holograma de uma versão mais jovem do gorila é projetado pela relíquia, e diz que Cranky está velho demais, mas que vai ajudá-lo a preparar uma poção da juventude. Depois que Cranky toma a poção e fica com a mesma aparência do holograma, ele decide invadir o lar dos Kremlings para ensiná-los uma lição. No lar, Cranky aparece diante de King K. Rool, mas não é reconhecido até que ele se apresenta. K. Rool ordena um grupo de Kritters armados cercarem e prenderem o gorila numa cela. Mais tarde, depois que o rei Kremling para de observar o prisioneiro via um monitor, Cranky decide escapar usando uma lixa de unhas. Cranky foge usando um Vagão de Mineração, mas é cercado por Kritters, também usando vagões na perseguição. Nesse instante, o efeito da poção da juventude passa, e ele retorna a idade normal dele. Sendo trazido diante de K. Rool de novo, Cranky tenta negociar a liberdade dele oferecendo o restante da poção da juventude, mas o rei recusa, por desejar somente o Coco de Cristal. Um tempo depois, K. Rool e os Kremlings levam Cranky de volta à cabana dele, e exigem a relíquia, mas o macaco idoso se recusa a entregá-la. A seguir, o holograma de Cranky tenta encontrar Donkey Kong se materializando na Fábrica de Barris. Ele avista o Bebê Kong, sendo na verdade Donkey Kong que tomou o restante da poção da juventude na cabana por acidente. O holograma de Cranky pergunta onde está Donkey, mas Candy Kong diz que não sabe onde ele está e que está cuidando do Bebê Kong, o sobrinho do herói. O holograma responde que Donkey não tem sobrinho nenhum. Após uma confusão causada pelo bebê brincando com o painel da linha de produção da fábrica, muitos barris são jogados para longe, incluindo o barril sendo usando como um berço para ele. De volta à Cabana do Cranky, o barril contendo o Bebê Kong colide contra o globo contendo o Coco de Cristal e faz a relíquia cair nas mãos dele. Diddy o ajuda a fugir com o artefato.

No episódio da primeira temporada "Cranky's Tickle Tonic" ("O Tônico do Riso", no Brasil), Eddie, o Velho e Perverso Yeti está irritado, não deixando ninguém na ilha dormir com a gritaria dele, incluindo Cranky Kong. O gorila idoso decide preparar um tônico do riso para acabar com o mau humor de Eddie. Enquanto preparando o tônico, a receita do livro de feitiços diz que o ingrediente secreto só deve ser adicionado quando o tônico estiver terminado. Depois de usar o ingrediente, Cranky prova o tônico. Enquanto isso, Donkey, Diddy e Funky Kong estão deitados do lado de fora dos Voos do Funky, se sentido exaustos por não conseguirem dormir bem. O holograma de Cranky aparece diante deles, rindo de forma descontrolada. Ele manda Donkey e Diddy irem imediatamente para a cabana dele. Mais tarde, quando os dois heróis chegam ao local, Cranky explica sobre usar tônico para acalmar Eddie e parar com a gritaria. Donkey se oferece para entregá-lo, mas o gorila idoso diz que só ele pode adicionar o ingrediente secreto antes do tônico ser tomado, tendo que levá-lo pessoalmente. Cranky pretende chegar às Montanhas Brancas, o lar de Eddie, como passageiro no avião de Funky Kong. Antes de partir, ele manda Donkey e Diddy guardarem o Coco de Cristal em sua cabana, enquanto ele estiver fora. Mas logo que ele parte, os dois heróis se sentem cansados a ponto de pegar no sono. Diddy decide procurar por alguma poção para mantê-los acordados. Diddy e Donkey decidem procurar uma receita num livro de poções, e cantam seus ingredientes, fazendo o Coco de Cristal sair flutuando para longe. Percebendo que na verdade cantaram um feitiço, e não uma receita, os dois perseguem a relíquia flutuante pela selva. Enquanto isso, dentro do avião de Funky, Cranky está tentando não se preocupar sobre a segurança do Coco de Cristal. O gorila idoso fica irritado com o estilo louco de voar de Funky, e pede para ele aterrissar para descer do avião. Funky pensa ter ouvido Cranky dizer para voar de cabeça para baixo, e ele coloca o avião nessa posição logo em seguida. O primata idoso deixa o tônico cair, mas Funky consegue voar sob ele rapidamente, e Cranky o pega. Ele manda Funky nunca fazer isso de novo, mas o piloto pensa ouvir Cranky pedindo para continuar a voar de cabeça para baixo. Enquanto isso, no Lar de King K. Rool, o sono dos Kremlings também está sendo perturbado pela gritaria de Eddie. O rei ordena o General Klump e Krusha a encontrarem a fonte do barulho. Mais tarde, quando se comunicando com o general via um monitor, ele informa K. Rool sobre a fonte do barulho sendo Eddie. Em seguida, K. Rool percebe o Coco de Cristal flutuando por de trás do Kremling e o manda pegá-lo. Enquanto isso, o rei pretende lidar com Eddie ele mesmo. Ao mesmo tempo, Donkey e Diddy perseguem o Coco de Cristal flutuante até a fábrica de barris. Os dois usam o helicóptero de Bluster Kong para alcançar a relíquia no céu. O General Klump e alguns Kritters avistam o Coco de Cristal. Eles atiram Klaptraps no helicóptero, que roem o veículo inteiro, fazendo Donkey e Diddy caírem no meio da selva. Os dois perdem a relíquia de novo que volta a flutuar pela selva. Enquanto isso, o avião de Funky finalmente chega às Montanhas Brancas. Antes do pouso, Cranky diz que já consegue ver Eddie, mas Funky ainda não consegue ouvir bem o gorila idoso. Funky decide desligar o motor do avião para poder ouvir o que Cranky está dizendo, e o veículo acaba caindo. Depois de finalmente aterrissar, os dois encontram Eddie. Funky diz que Eddie está estressando todo mundo com a gritaria dele, e Cranky o chama de ranzinza. Depois que os três começam a discutir sobre quem é o mais ranzinza, Eddie fica fora de controle, balançando a clava dele. Cranky e Funky acabam perdendo o yeti de vista. O gorila idoso diz que o tônico do riso está congelando, e Funky sugere que eles derramem o tônico em bolas de neve para jogarem em Eddie, o forçando a tomá-lo. Cranky diz que está impressionado que Funky finalmente teve uma boa ideia. Ele pede para Funky preparar as bolas de neve. Durante isso, Donkey e Diddy não conseguem encontrar o Coco de Cristal, e decidem entrar escondidos no Lar dos Kremlings, pois eles provavelmente devem ter achado a relíquia. Dentro do local, os dois, escondidos atrás de um vagão de mineração, avistam Krusha e o General Klump com o Coco de Cristal. O general manda Krusha vigiar a relíquia enquanto ele vai procurar King K. Rool. Krusha acaba caindo no sono, e Donkey Kong diz para Diddy pegar o Coco de Cristal. Nas Montanhas Brancas, Funky e Cranky já prepararam as bolas de neve do plano deles. Mas antes que eles possam usá-las, o General Klump e King K. Rool aparecem no local num vagão de mineração. O general avisa o rei que conseguiu adquirir o Coco de Cristal, e K. Rool começa a comemorar. De repente, Eddie aparece, assustando a todos, e Cranky atira uma bola de neve na direção dele. O yeti rebate a bola de neve com a clava dele, fazendo com que ela caia na boca de K. Rool. Por causa do tônico do riso nela, o rei passa a rir de forma descontrolada. Eddie não entendo a situação, começa a rir junto. Então todos os Kremlings e Kongs presentes também passam a rir. O som de todas as gargalhadas causa uma avalanche no local. Cranky e Funky percebem isso, e se escondem num túnel de mineração, deixando os Kremlings ainda rindo para trás. No lar dos Kremlings, Diddy tenta pegar o Coco de Cristal das mãos de Krusha, mas não consegue alcançá-lo. Mas o tremor causado pelo avalanche nas Montanhas Brancas acorda Krusha. O pequeno primata pede para o Kremling voltar a dormir, mas ele ordena os Kritters presentes para atacarem. No entanto, todos os outros Kremlings estão em sono profundo e não ouvem a ordem. Donkey e Diddy aproveitam a oportunidade para fugir com a relíquia num vagão de mineração. De volta às Montanhas Brancas, K. Rool e seus subordinados estão presos num monte de neve. Funky e Cranky deixam o local no avião do gorila surfista. Depois de retornar à cabana dele, Cranky recita um feitiço para impedir o Coco de Cristal de flutuar. Donkey e Diddy tentam pedir desculpas por perderem a relíquia em primeiro lugar, e o gorila idoso diz que só quer dormir agora. Mas quando os outros Kongs partem, e Cranky tenta dormir, ele não consegue por ouvir as gargalhadas de Eddie das Montanhas Brancas.

Durante o episódio da primeira temporada "Bug a Boogie" ("Incomodando um Bicho-Papão", em português brasileiro), Donkey e Diddy Kong estão se comunicando usando dois banana-fones. Krusha e o general Klump encontram os dois Kongs e acham que eles estão planejando algo. Depois que eles conseguem roubar um dos dispositivos, o general decide espioná-los. Em seguida, os dois primatas ficam distraídos quando encontram um objeto que parece com um amuleto. Donkey e Diddy então veem os dois Kremlings fugindo e percebem a falta de um dos banana-fones, assumindo que o aparelho foi roubado justamente por eles. Donkey sugere que eles "passem um trote", mas Diddy tem uma ideia melhor. No lar dos Kremlings, o general Klump e Krusha chegam trazendo notícias sobre o roubo do banana-fone, mas são ignorados por King K. Rool. O rei só dá atenção quando começa a ouvir a voz de Donkey e Diddy saindo do dispositivo. Os dois heróis dizem que o amuleto que eles encontraram é uma relíquia mágica ainda mais poderosa que o Coco de Cristal. Eles também dizem que irão esconder o amuleto na Floresta Proibida da ilha. Logo após ouvir isso, K. Rool ordena Klump e Krusha irem para a floresta e pegarem o amuleto. Donkey e Diddy começam a rir sobre a peça que eles pregaram no Kremlings, e mais tarde contam sobre isso quando visitam Cranky Kong. Mas o gorila idoso fica muito irritado com os dois, dizendo que o objeto que eles encontraram é na verdade o amuleto maligno de Bug a Boogie. Ele também diz que a relíquia deve ser levada para a Floresta Proibida e mergulhada na Fonte do Infortúnio. Donkey Kong não que ir para a floresta por medo do grande monstro do pântano. Diddy fica surpreso que o gorila está assustado, e acha engraçado que ele acredita na história do monstro. Logo que os dois heróis partem, Cranky começa a gargalhar pensando na peça que ele acabou de pregar neles para ensinar uma lição. Mas o gorila idoso não tem ideia que o Kapitão Skurvy está de volta a ilha para tentar roubar o Coco de Cristal de novo. Dentro da Floresta Proibida, o general Klump fica perdido e começa a chamar por Krusha. Nesse momento, K. Rool contata o general via vídeo querendo saber o progresso em recuperar o amuleto. Ele responde com "quase", irritando o rei. Klump se recusa a acreditar que está perdido e continua andando, cantando uma marcha militar. De volta à cabana do Cranky, o primata idoso ainda está gargalhando sobre a peça que pregou em Donkey e Diddy Kong. Funky Kong chega a cabana e pergunta por que Cranky está rindo tanto, e ele explica que enviou Donkey e Diddy numa busca inútil. O gorila surfista diz que o idoso deveria acabar com travessura antes que algo ruim possa acontecer como consequência. Cranky ignora o aviso, respondendo que só está fazendo uma piada prática. Sem que ele perceba, essa declaração é transmitida pelo banana-fone que Donkey e Diddy deixaram na cabana. Depois que King K. Rool ouve isso pelo outro dispositivo roubado mais cedo, ele fica furioso que mandou Klump e Krusha buscarem um objeto inútil. O rei tenta usar o monitor dele para contatar os dois novamente para mandá-los abandonarem a missão. Krusha responde que ele e o general Klump não podem fazer isso, e o monitor mostra que é porque os dois estão presos até os pescoços em lama do pântano. Muito irritado, K. Rool decide ir roubar o Coco de Cristal ele mesmo. De volta à cabana do Cranky, o gorila idoso continua a rir até que Funky pergunta o que piratas têm haver com a piada. Percebendo que o Kapitão Skurvy e seus subordinados chegaram à ilha, Cranky fica desesperado e decide avisar Donkey Kong sobre isso. Funky acha que o novo problema foi merecido. Cranky usa o Coco de Cristal para se transformar num holograma, enquanto Funky vigia a relíquia na cabana. Logo em seguida, o Kapitão Skurvy, Green Kroc e Kutlass chegam ao local. O gorila surfista tenta distrair os piratas dizendo que eles precisam de jurisdição cósmica para cantar mantras e de uma purificação dos chakras. Os piratas não entendem o que ele está dizendo, e decidem prender Funky dentro de um barril e roubar tudo dentro da cabana do Cranky. Na Floresta Proibida, Donkey e Diddy ainda estão à procura da Fonte do Infortúnio. Donkey está assustado em acabar encontrando o Grande Monstro do Pântano, enquanto Diddy continua a zombar do gorila por acreditar que a criatura realmente exista. O herói explica que, quando ele era jovem, Cranky disse para ele nunca ir para a Floresta Proibida, mas quando Donkey foi mesmo assim, ele encontrou o Monstro do Pântano. Diddy ainda não acredita no monstro, e continua a pregar peças no gorila imitando o rugido de um monstro. Mas de repente o holograma de Cranky aparece. O holograma pede para os dois voltarem para a cabana imediatamente, mas Donkey e Diddy dizem que não acharam a Fonte do Infortúnio ainda. Cranky finalmente admite que o amuleto é falso, o Kapitão Skurvy está na ilha e ele precisa de ajuda. De repente, o holograma começa a falhar até desaparecer. Como Skurky roubou o Coco de Cristal, Cranky acaba se materializando a bordo do navio do pirata. Donkey e Diddy decidem sair da Floresta Proibida, mas acabam encontrando o General Klump e Krusha. Os dois Kremlings ainda estão presos na lama do pântano. Apesar disso, o general exige que os heróis entreguem o amuleto. Eles obedecem, mas dizem que não querem ficar na floresta até que o Monstro do Pântano apareça. O general fica satisfeito em ter conseguido o amuleto, mas se lembra do monstro vagando pela floresta. Donkey e Diddy finalmente retornam à cabana do Cranky. Eles percebem que tudo dentro foi levado exceto pelo barril onde Funky está preso. Com o Kapitão Skurvy provavelmente já pronto para partir no navio dele, Donkey e Diddy pegam o avião de Funky para chegarem à embarcação, mas se esquecem de libertar o gorila surfista do barril. Logo em seguida, King K. Rool aparece na cabana, e vê que Skurvy já pegou o Coco de Cristal antes dele. O rei decide roubar a relíquia de volta, mas Funky avisa que o pirata tem um canhão portátil. K. Rool percebe que precisa de reforços. O rei Kremling vai para a Floresta Proibida e consegue encontrar Klump e Krusha. Os dois informam que estão em possessão do amuleto, mas K. Rool os ignora já sabendo que a relíquia é falsa. Carregando um dos banana-fones roubados, K. Rool escuta o Kapitão Skurvy por ele, e tem uma ideia. O rei diz para Skurvy ouvir pelo dispositivo que ele tem um amuleto mágico melhor que o Coco de Cristal, e que ele está na Floresta Proibida agora mesmo. O pirata escuta isso, e decide ir até a floresta tomar o suposto amuleto, trazendo o Coco de Cristal consigo. Logo depois do capitão partir do navio dele, Donkey e Diddy aparecem e encontram Cranky. Ele diz que os dois heróis precisam retornar à Floresta Proibida e recuperar o Coco de Cristal de Skurvy. Donkey ainda não quer voltar para a floresta por causa do Monstro do Pântano vivendo lá. Então Cranky finalmente admite que a criatura que o herói viu quando jovem era na verdade o gorila idoso disfarçado como o monstro. Ele estava tentando manter Donkey afastado da Floresta Proibida. Sabendo que não tem nada o que temer agora, Donkey e Diddy partem para a floresta de novo. Na floresta, Kapitão Skurvy e King K. Rool se encontram, e o pirata exige que o amuleto seja entregue a ele. Depois que K. Rool obedece, ele tenta enganar Skurvy para entregar o Coco de Cristal e o canhão de mão. K. Rool mira o canhão na cara de Skurvy, mas então os dois começam a discutir quem recebe o que na troca de objetos. Os dois continuam a discutir e trocar os objetos entre si até que Donkey Kong aparece gritando assustado. O herói diz que o Monstro do Pântano está à solta, enquanto rugidos podem ser ouvidos. O Kapitão Skurvy fica assustado, larga o amuleto, pega o canhão de mão dele, e foge, deixando K. Rool para trás com o Coco de Cristal. O rei Kremling não acredita que os rugidos sejam reais, e caminha em direção ao gorila com o Coco de Cristal, declarando a vitória dele. Mas após alguns momentos, K. Rool finalmente percebe que está afundando em lama do pântano. Depois que ele afunda até o pescoço, Donkey recupera a relíquia roubada por K. Rool. Quando Diddy aparece em seguida, o gorila o cumprimenta pela grande imitação dos rugidos do Monstro do Pântano. Diddy engana Donkey dizendo que os rugidos não foram feitos por ele. O gorila fica assustado e sai correndo. Mas logo depois, Diddy vê uma grande sombra, que ele acha ser o verdadeiro monstro, e também sai correndo. Os responsáveis pela sombra, o general Klump e Krusha, aparecem, e notam K. Rool preso na lama. Mas Klump acha que o rei está sendo devorado pelo Monstro do Pântano. Irritado, K. Rool exige que eles o retirem da lama, mas os três Kremlings ouvem outro rugido ainda mais assustador por perto. Mais tarde, na Cabana do Cranky, todos os objetos roubados estão de volta aos seus lugares. Donkey Kong diz estar feliz de ter superado seu medo do Monstro do Pântano, até ouvir outro rugido. Os presentes descobrem que é apenas o ronco de Funky dormindo e ainda preso dentro do barril. Diddy, ainda segurando o amuleto falso, ajuda a tirar o gorila surfista do barril. Depois da soneca, Funky diz se sentir livre de todo o karma negativo de mais cedo. Ele vê o suposto amuleto e o reconhece como o ornamento do avião dele, perdido durante a última entrega de barris. Ele vai embora com o enfeite. Diddy e Cranky começam a rir de como tudo terminou, mas Donkey não acha engraçado.

No episódio da segunda temporada "Best of Enemies" ("melhores inimigos", em português brasileiro), depois que Donkey e Diddy Kong encontram uma fotografia antiga de Cranky Kong e King K. Rool juntos, é revelado que os dois eram grandes amigos no passado. Os dois se tornaram inimigos depois de cada um acusar o outro de trapacear numa competição. Donkey e Diddy decidem criar uma plano para reestabelecer a velha amizade, e fazer os Kremlings pararem de tentar roubar o Coco de Cristal. Os dois heróis atraem Cranky e K. Rool para a selva, que começam a discutir e culpar um ao outro, mas logo depois de verem a fotografia antiga e relembrarem o passado, os dois se tornam amigos novamente. Mais tarde, Cranky e K. Rool começam a pregar peças em todo mundo na ilha, revelando ser o passatempo favorito dos dois no passado, e se tornando um incomodo para todos. Por causa disso, os outros Kongs, General Klump e Krusha decidem trabalharem juntos para criarem um plano para Cranky e K. Rool terem outra competição entre si, e terminarem a amizade pelo vilão trapaceando. O grupo confronta os dois amigos sobre que tipo de competição tiveram no passado, e eles revelam que foi se equilibrar nas asas de um avião no céu. No lar dos Kremlings, Klump e Krusha amarram K. Rool, o acusando de traição, e ele revela que só está fingindo amizade com Cranky para ganhar a competição e receber o prêmio dela. Donkey Kong prende Cranky dentro de um barril para impedir que ele participe da competição perigosa. Quando os Kongs e os Kremlings se reúnem durante a competição, K. Rool já quer se declarar o vencedor pela a ausência de Cranky, mas o gorila idoso pode ser visto sobre as asas do avião de Funky Kong no ar, até que a aeronave começa a cair. Apesar de todos temerem pela vida de Cranky, ele logo aparece em segurança diante do grupo carregando o Coco de Cristal. Ele revela que usou a relíquia mágica para projetar um holograma dele sobre o avião. Em seguida, K. Rool e Cranky começam a discutir, acusando um ao outro de terem trapaceado na competição, e brigando pelo prêmio: um guarda-chuva velho. Com K. Rool e Cranky se tornando inimigos de novo, Donkey Kong e o General Klump celebram o sucesso da aliança temporária deles. Donkey diz que vai dar um "Banana Slamma" em Klump se vê-lo de novo, e o general também retorna uma ameaça. Os dois saem em direções diferentes, se encarando.

Atores de Voz[]

  • Idioma francês: Yves Massicotte (na primeira temporada) e Yves Barsacq (na segunda temporada)
  • Idioma inglês: Aron Tager
  • Idioma japonês: Ryūsei Nakao
  • Idioma português brasileiro: Fábio Tomasini[5]

Curiosidades[]

  • Segundo Gregg Mayles, designer principal do jogo Donkey Kong Country, em algum momento, a equipe de desenvolvimento quis adicionar um "modo Cranky Kong", onde Cranky Kong seria um personagem controlável, mas o conceito teve que ser cortado do jogo final.
  • Desde o ano de 2007 até o presente, Takashi Nagasako é o ator de voz de Cranky Kong nos jogos da série Donkey Kong. Mas nestes jogos, Cranky não possui áudio dele falando palavras ou frases completas, ele somente tem algumas expressões vocais, como quando exibe irritação ou surpresa.

Referências[]

Advertisement